top of page

Leonardo DiCaprio cita enredo do Salgueiro em defesa do povo Yanomami

Para o Carnaval 2024, a agremiação será norteada pelo enredo 'Hutukara', que significa 'o céu a partir do qual se formou a terra'


Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram

Na noite da última segunda (5), Leonardo DiCaprio usou as redes sociais para manifestar o seu apoio ao enredo do Salgueiro para o Carnaval 2024.


Vale dizer que a agremiação carioca sai em defesa do povo Yanomami, norteada pelo enredo “Hutukara” que significa “o céu a partir do qual se formou a terra”.



“O ritmo do samba pulsa para ajudar a proteger o maior grupo indígena da Amazônia que vive em relativo isolamento – povo Yanomami”, diz trecho do texto compartilhado no perfil de sua ONG Re:wild.


“Durante anos, o povo Yanomami sofreu violência brutal de garimpeiros e seus financiadores. A mineração ilegal contaminou suas águas e levou uma crise humanitária de desnutrição, malária, pneumonia e outras doenças que aumentaram as taxas de mortalidade infantil”, continuou o astro.



No vídeo, os seguidores acompanham a ilustração que traz as belezas naturais da Amazônia e o grupo indígena local.


“Em meio a essa tragédia, os brasileiros convidam o mundo a se unir e celebrar a riqueza da cultura Yanomami e sua capacidade de resistência. A Rewild é uma apoiadora comprometida com os Yanomami e está entusiasmada para participar desta celebração de resiliência e do ativismo indígena diretamente do coração da floresta amazônica”, finaliza.


Parceria do Salgueiro e Re:wild


Indo além da publicação nas redes sociais, a escola de samba e a ONG do ator – que foi convidado a participar do desfile – também firmaram uma parceria para o Carnaval em apoio aos povos originários da Amazônia e a preservação da maior floresta tropical do mundo.


Em nota, enviada à CNN, o Salgueiro deu detalhes dessa via da mão dupla, que não envolve questões financeiras.


“A presença da Re:wild como parceira do Acadêmicos do Salgueiro neste Carnaval não apenas fortalece a mensagem do enredo “Hutukara”, mas também evidencia o poder transformador da união entre arte, cultura e conservação na luta pela proteção da Amazônia e de seus habitantes. É um apelo à ação, tanto dentro quanto fora da passarela, em defesa de um dos tesouros mais preciosos do planeta e das comunidades que dependem dela para sua sobrevivência e bem-estar”, diz trecho.


*Com informações CNN


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA

KOTIDIANO