top of page

BBB 24: eliminado, Nizam se desespera em programa da Globo e chora compulsivamente

O brother é apontado como machista pela audiência por causa de sua postura com Yasmin Brunet e Vanessa Lopes


Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo



A noite deste domingo (21) foi pra lá de quente na casa do BBB 24: teve eliminação, Prova do Líder e formação de paredão quíntuplo.


O eliminado do programa foi o paulista Nizam, que teve apenas 17,14% dos votos para permanecer na casa. Em segundo lugar ficou Pitel, que teve 37,49% dos votos; Raquele foi a mais votada para ficar no programa: 45,37%.



Choro e arrependimento


Após deixar o programa, Nizam participou do Bate Papo BBB e teve de lidar com imagens de várias posturas problemáticas que o brother teve e que o levaram à eliminação.



O brother foi confrontado por Pizane, que, após ser eliminado e assistir aos VTs, assumiu que foi manipulado pelo brother e que errou ao se omitir quando Nizam detonou a sister Yasmin Brunet com comentários machistas.


Mas o que Nizam não esperava era que Pizane entrasse ao vivo. Quando isso aconteceu, o brother desmontou e chorou copiosamente. "Irmão, relaxa, porque o que eu errei, foi eu que errei e não passa por você. Para cada qual, seu cada qual. Então, o conselho que eu tenho para você: Escutar mais do que falar. Ouvir onde errou, reconhecer onde errou e seguir pra frente, mano. Você tem uma vida aqui fora [...] foram coisas graves, mas nunca é tarde para mudar".



Outro momento de confronto entre verdade e mentira foi quando o programa mostrou que Nizam mentiu para Vanessa Lopes (que desistiu do programa): em conversa com os brothers, o eliminado debochou do trabalho e da postura de Vanessa; quando confrontado por ela, ele inventou uma história. Após a exibição do VT, Thair Fersoza, apresentadora do programa, foi direta: "não dá vergonha de assistir?".



Em outro momento, Nizam pede aos homens que nunca deixe os seus amigos falarem "m*rda":



*Com informações Revista Fórum


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA