top of page

PT avalia instalar CPI contra Moro

Ex-juiz foi contratado por consultoria para recuperar empresas que ajudou a quebrar na Lava Jato


Rodrigo Melo

Algo cheira mal/Foto: Agência O Globo-Jorge Willian
Algo cheira mal/Foto: Agência O Globo-Jorge Willian

O PT na Câmara dos Deputados quer saber com o jurídico da Casa se é possível a instalação de uma CPI para investigar as relações do ex-juiz, ministro e presidenciável Sergio Moro, com a consultoria estadunidense Alvarez & Marsal, que cuida da recuperação judicial das empresas vítimas da Lava-Jato, entre elas Odebrecht e OAS.


Quem encabeça a iniciativa é o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que anunciou que, caso o parecer do jurídico desse o ok, começaria a colher assinaturas para a criação da comissão parlamentar de inquérito, com o objetivo de apurar suposto “conflito de interesses” na atuação de Moro na empresa estadunidense. As informações são da jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo.



Petistas avaliam ser possível obter o apoio de parlamentares de outras siglas de esquerda e também do centrão para abrir a CPI. São necessárias 171 assinaturas para a instalação da Comissão.


A Alvarez & Marsal já recebeu R$ 42 milhões de companhias investigadas na Lava Jato.


Todas as empresas que Moro quebrou estão sendo recuperadas pela Alvarez & Marsal a peso de ouro. É preciso investigar o conflito de interesses”, afirmou Teixeira.


Grandes empreiteiras como a Odebrecht, OAS e o estaleiro UTC foram quebradas em sentenças proferidas pelo então juiz Moro no âmbito das investigações da Lava Jato. As empresas, a partir de acordo judicial, contrataram a A&M para administrar sua recuperação judicial que, por sua vez, contratou, o algoz dessas mesmas empresas para ajudar (e lucrar) com sua recuperação.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA