top of page

Testemunha afirma que mulher sequestrada apresentava seu amante como marido

Advogada e estudante de Psicologia moradora de Petrópolis, Anic desapareceu em 29 de fevereiro deste ano

A advogada Anic Herdy e Lourival Fadiga, seu amante. Foto: Reprodução
A advogada Anic Herdy e Lourival Fadiga, seu amante. Foto: Reprodução

A advogada Anic Herdy, desaparecida desde fevereiro, se apresentava como esposa de Lourival Fadiga, seu amante e preso por suspeita de extorsão mediante sequestro no caso, segundo o comerciante Michel Mansour, dono de uma loja de eletrônicos na Cidad Del Leste, no Paraguai. Ele criou uma amizade com a mulher, que frequentava sua loja constantemente há três anos.


Em depoimento, Mansour disse que conheceu Anic em 2021 quando ela foi sozinha até sua loja. Posteriormente, a advogada apareceu acompanhada por Lourival e disse que ele era um policial federal. Ela comprava itens de beleza e para casa no estabelecimento.

O comerciante ainda relatou em depoimento à polícia que Anic dizia tomar remédios e que havia ficado “muito mal” com a “tragédia” com a filha. Em conversas com Mansour, a advogada disse que a filha morreu queimada.


Advogada e estudante de Psicologia, Anic desapareceu em 29 de fevereiro deste ano. Até o momento, quatro pessoas foram presas pela Polícia Civil, que suspeita que ela tenha sido assassinada. Lourival é amigo da família e tinha acesso à rotina da casa onde ela e o marido moravam.


O herdeiro Benjamin Cordeiro Herdy (78) é marido de Anic e depositou R$ 4,6 milhões aos supostos sequestradores da esposa, que receberam o dinheiro e não liberaram a vítima.


Nos siga no BlueSky AQUI.

Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.


Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

POLÍTICA