top of page

Bozo defende o 'devido processo legal' com os policiais que mataram Genivaldo

Direito básico à Justiça, porém, foi negado aos mortos em chacina na Vila Cruzeiro


Por Rodrigo Melo

Vovô Heleno, Queiroga e o bozo/Foto: Reprodução TV UOL
Vovô Heleno, Queiroga e o bozo/Foto: Reprodução TV UOL

O excrementíssimo presidente da república, que celebrou a ação promovida por policiais militares e federais que resultou na chacina de 26 pessoas na Vila Cruzeiro, apelou para que seja respeitado o "devido processo legal" no caso dos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que torturaram e mataram por asfixia Genivaldo de Jesus Santos numa rodovia da cidade de Umbaúba, Sergipe, na última quarta (25).


A declaração do coisa ruim à imprensa foi dada na manhã desta segunda (30) no Recife (PE), castigada pelas chuvas que já causaram a morte de 93 pessoas e deixaram outras centenas desabrigadas.


Notório defensor das milícias, da tortura e da matança generalizada em comunidades pobres, o sujeito disse ainda querer justiça 'sem exageros' no caso da morte de Genivaldo, casado, pai de um filho e portador de esquizofrenia, há mais de 20 anos em tratamento, mas que possuía vida normal e muito querido em sua cidade, que fica no litoral sul do estado:



"A justiça vai existir nesse caso e, com toda certeza, será feita a justiça né... Todos nós queremos isso aí. Sem exageros e sem pressão por parte da mídia, que sempre tem um lado: o lado da bandidagem. Como lamentavelmente grande parte de vocês [jornalistas] se comportam, sempre tomam as dores do outro lado. Lamentamos o ocorrido e vamos com seriedade fazer o devido processo legal para não cometermos injustiça e fazermos, de fato, justiça", disse o cancro que nos governa até - oxalá! - 31 de dezembro.


As informações estão no UOL.


A PRF, que ultimamente vem participando de modo no mínimo estranho em operações policiais em favelas no Rio de Janeiro, é vista como a mais próxima à famiglia do Vivendas da Barra.


Na quinta (26), depois de toda a repercussão negativa, a PRF informou ter afastado os agentes envolvidos na abordagem violenta que terminou com a morte de Genivaldo.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA