top of page

Necrofilia, sadismo e a extrema-direita aqui e alhures

Por Helcio Albano

O machão que ensina transar com cadáveres/Foto: Reprodução
O machão que ensina transar com cadáveres/Foto: Reprodução

Todos (pelo menos quem usa twitter ou instagram) devem ter visto o caso do ex-PM necrófilo, instrutor de cursinho e amigo do 02 falando pros seus alunos postulantes a PM como botar de 4 e estuprar uma panicat encontrada morta durante uma ocorrência.


"Daquele jeito (de 4), ela fica meio durinha. Vai assim, e só por Deus, cara. Como vai endurecendo tudo, deve ficar bom demais", disse o sádico aos seus pupilos candidatos a sádicos para "servir e proteger".


O instrutor Evandro Guedes gabarita em todos os valores hipócritas defendidos pela extrema-direita: é cristão, defensor da família e da liberdade. E bolsonarista roxo, a ponto do coisa ruim ter sido garoto-propaganda do seu curso. Que tem, em seus quadros, o sargento Florindo que ensina, com maestria assassina, como proceder em uma operação na favela: "Chacina tudo! Mulher grávida, criança. Tudo sementinha do mal".



A história do Brasil é recheada de gente assim. Produto de uma sociedade racista, escravocrata e autoritária que desumaniza seus indesejados para melhor exterminá-los. Sem qualquer traço de remorso. Incursões da Polícia que resultam em assassínio e todo tipo de crueldade gera, no máximo, um mal-estar pontual. Se à época rede social houvesse, o cel Moreira Cesar, emulando o instrutor Guedes, teria milhares de seguidores.


A extrema-direita não é um fenômeno político nem aqui, nem em lugar algum. Ela se alimenta do ódio, da violência, do caos, para se prevalecer. O colapso da segurança pública no Rio, por exemplo, não é obra do acaso. É intencional.


E não é de hoje.


Plus

Pra fazer um paralelo disso, olha pra Gaza. O sargento Florindo do curso do instrutor Guedes ficaria bem à vontade lá, num é mesmo? Lá onde mulheres e crianças são alvos preferenciais do massacre imposto pelo estado sionista de Israel controlado pelo Likud, partido de extrema-direita do manda-chuva Benjamin Netanyahu.


Bônus

E por que são alvos preferenciais do regime sionista, abertamente racista, colonial e genocida, que quer varrer do mapa a Palestina? O sargento Florindo responde:


"Uma vagabunda criminosa só vai gerar o quê? Um vagabundinho criminoso, só isso que vai gerar. Por isso quando eu entrava chacinando, eu matava todo mundo: Mãe, filho, bebê, foda-se. Eu já elimino o mal na fonte. Vou deixar o diabo crescer? Não", disse ele para seus alunos em Tel Aviv... ops! no cursinho em São Paulo.


Bônus-Track

A extrema-direita criou o fascismo e o nazismo, que geraram a mais cruel e sangrenta de todas as guerras travadas no planeta.


Desse episódio, a História nos ensinou que a extema-direita é avessa à política e ainda mais à democracia. Por isso deve ser combatida diuturnamente com força e convicção.

Senão, um dia isso vai dar muito ruim.


Siga @helcioalbano


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.