top of page

Lula agradece ajuda na retirada de brasileiros em Israel

Presidente reforça apelo por corredor humanitário em conversa com presidente de Israel


Foto: Ricardo Stuckert/PR
Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, teve uma conversa por telefone na tarde desta quinta (12) com o presidente de Israel, Isaac Herzog. Na ocasião, o líder brasileiro agradeceu o apoio dos israelenses nas operações para retirada dos brasileiros que buscam sair da zona de conflito no Oriente Médio. Até o início desta noite, 494 brasileiros já foram trazidos para o país em três voos que saíram de Israel.

Solicitei ao Presidente todas as iniciativas possíveis para que não falte água, luz e remédios em hospitais. Não é possível que os inocentes sejam vítimas da insanidade daqueles que querem a guerra. Transmiti meu apelo por um corredor humanitário para que as pessoas que queiram sair da Faixa de Gaza pelo Egito tenham segurança. E que o Brasil está à disposição para tentar encontrar um caminho para a paz" (Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República).

Na conversa com Herzog, o presidente brasileiro reafirmou a condenação brasileira aos ataques terroristas e a solidariedade com os familiares das vítimas. Lula também renovou um apelo que já havia feito na quarta, pela criação de um corredor humanitário para a retirada de crianças das zonas de conflito e para garantir que não falte água, luz e remédio em hospitais.

"Solicitei ao Presidente todas as iniciativas possíveis para que não falte água, luz e remédios em hospitais. Não é possível que os inocentes sejam vítimas da insanidade daqueles que querem a guerra. Transmiti meu apelo por um corredor humanitário para que as pessoas que queiram sair da Faixa de Gaza pelo Egito tenham segurança. E que o Brasil está à disposição para tentar encontrar um caminho para a paz", escreveu o presidente em seu perfil na rede social X.


Também nesta quinta (12), o Brasil convocou uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, vai comandar o evento nesta sexta-feira (13/10), em Nova York. Na pauta, a situação humanitária na Faixa de Gaza, ameaças à segurança e à paz mundial e desdobramentos do conflito no Oriente Médio.

ROTATIVA - O Brasil assumiu a Presidência rotativa do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) no mês de outubro. O país ocupa uma das 10 vagas do Conselho para membros não permanentes, em um mandato que segue até o fim deste ano.

O país também é um dos maiores participantes entre os membros não permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, atrás apenas do Japão. Desde a criação do órgão, em 1948, esse é o 11º mandato brasileiro.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA POSTAGEM DO PRESIDENTE:

Conversei agora há pouco por telefone com o presidente de Israel Isaac Herzog. Agradeci o apoio para a operação de retirada dos brasileiros que desejam retornar ao nosso país. Reafirmei a condenação brasileira aos ataques terroristas e nossa solidariedade com os familiares das vítimas. Solicitei ao Presidente todas as iniciativas possíveis para que não falte água, luz e remédios em hospitais. Não é possível que os inocentes sejam vítimas da insanidade daqueles que querem a guerra. Transmiti meu apelo por um corredor humanitário para que as pessoas que queiram sair da Faixa de Gaza pelo Egito tenham segurança. E que o Brasil está à disposição para tentar encontrar um caminho para a paz.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI

Entre no nosso canal do Telegram AQUI

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA