top of page

Comerciantes do Centro de SG sofrem com falta de luz

Há uma semana o problema persiste sem resposta da Enel


Por Cláudio Figueiras

Comerciantes do Centro de SG sofrem com falta de luz
Adelino Góes em frente à sua loja com a relação de protocolos de atendimento/Foto: Reprodução

Comerciantes, proprietários e inquilinos de imóveis da região da Av. 18 do Forte, no Centro de São Gonçalo, estão sem energia elétrica há pelo menos uma semana, sendo obrigados a passar por diversos transtornos e arcar com pesados prejuízos justamente num período nada favorável aos negócios na cidade.


O empresário Adelino Góes, proprietário de uma tradicional vidraçaria no local, e que agora funciona também como galeria de arte como um dos principais pontos de cultura da cidade, reclama que desde o dia 16 de março espera uma solução da concessionária Enel, quando abriu a primeira solicitação de restabelecimento da energia.



De lá para cá, segundo Adelino, foram abertos diversas reclamações e pedidos, até mais de uma vez por dia, devidamente protocolizados, e nada da empresa enviar uma equipe ao local para resolver o problema.


Números dos protocolos/Foto: Reprodução
Números dos protocolos/Foto: Reprodução

"Não bastasse a economia está um caos, o problema das enchentes, a cobrança de esgoto pela águas do Rio. Imagine o prejuízo de não poder sequer ligar uma máquina de cartão de crédito. E não só aqui. Outro estabelecimento comercial, a loja de Joias, também ficou 5 dias sem luz. Tudo isso no único cruzamento de avenidas da cidade", disse Adelino, que teve sua loja invadida pelas águas da chuva em fevereiro.


Outra tradicional loja de joias, ao lado da vidaraçaria, também sofre com a falta de luz. O seu proprietário, assim como o vizino Adelino, fez tudo o que manda a Enel nessas situações: ligou para o atendimento 0800 da emergência, comunicou o fato e recebeu o protocolo e nada de solução.


Também em fevereiro reportagem do Daki denunciou caso semelhante num prédio inteiro em Icaraí, que ficou cinco dias sem luz. Por causa da matéria, uma equipe foi até o local e restabeleceu a energia.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA

KOTIDIANO