top of page

Desmontar nas ruas e nas redes as mentiras contra Lula - por Helcio Albano


Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Urnas abertas e de dentro delas surgiu um paradoxo: o fortalecimento do que se condicionou chamar "bolsonarismo" e o enfraquecimento de Bolsonaro. Desta feita, a boa notícia é que - após sangrenta batalha, não se iluda - celebraremos a vitória de Lula em 30 de outubro.


Mas o sentimento antissistema e a radicalização política e ideológica que alçaram o coisa ruim à presidência em 2018 seguem firmes em boa parcela de uma sociedade que jaz fraturada. Nessas horas eu sempre recorro ao Vladimir: o que fazer para, senão acabar, amenizar esse sentimento de desconfiança e discórdia entre nós brasileiros?



Podem existir n razões para termos chegado a esse ponto. Porém, uma das explicações começa a ter um ponto de consenso: o ecossistema informacional de fake news e teorias conspiratórias criado pela extrema-direita - inclusive com financiamento internacional - está envenenando a sociedade e nos colocando uns contra os outros e pondo em risco real a democracia.


Um dos exemplos mais emblemáticos disso é o malabarismo retórico e narrativo criado para afirmar que Lula vai fechar as igrejas pelo simples fato de ser supostamente aliado de um líder de um país que. por motivos políticos internos deles, estão em crise com a Igreja Católica. É esdrúxulo pra mim, talvez pra você, mas pra muita gente não é. Pois ela recebe a informação de gente que confia. E não tem a menor ideia de que ela também foi enganada ou está com má intenção.


Parte da batalha para eleger Lula é desmontar essas fake news nas redes e nas ruas.


Siga @helcioalbano

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.

Helcio Albano é jornalista e editor-chefe do Jornal Daki.




POLÍTICA