top of page

Mamonas Assassinas 'ressuscitam' em cruzeiro do Neymar

Banda foi montada para atuar em filme que estreia nesta quinta (28)

Cena de 'Mamonas Assassinas — O filme' — Foto: Divulgação
Cena de 'Mamonas Assassinas — O filme' — Foto: Divulgação

Mamonas Assassinas ainda existe? Sim. Pelo menos nos palcos de teatro desde 2016 com "O Musical Mamonas" e agora no filme que estreia nesta quinta contando a história da banda que perdeu todos os seus integrantes em um acidente de avião em 1995.


A banda, com os integrantes Ruy Brissac, Beto Hinoto, Nelson Bonfim, Lucas Theis e Willian Falanque que incorporam os músicos originais no palco, formada com o nome "Mamonas Assassinas - o Legado", foi montada especialmente para o filme e já fez turnê pelo Brasil este ano, tocando hits como “Pelados em Santos”, “Vira-Vira” e “Robocop Gay”, e foi escalada para ser uma das das atrações do cruzeiro "Ney em Alto Mar".


O responsável pela marca Mamonas Assassinas é Jorge Santana, primo de Dinho, ex-vocalista e líder da banda. Ele já adiantou à imprensa que, além do cruzeiro de Neymar, a banda Legado deverá estar no carnaval da Bahia em 2024.


O cruzeiro



O atacante brasileiro Neymar começa nesta terça-feira a curtir o seu cruzeiro temático. O "Ney em alto mar" está programado para acontecer entre os dias 26 e 29 de dezembro e promete 72 horas de ousadia e alegria em espaços de lazer, festas, shows dos mais diversos cantores e stand-ups dos mais famosos comediantes.


Lesionado desde outubro, o jogador de 31 anos é presença garantida no evento, que tem ingressos com preços elevados. O cruzeiro conta com espaços luxuosos e diferentes opções de lazer.


Além dos Mamonas, estão confirmados na parte musical Jota Quest, Péricles, Belo, Matheusinho, Suel, Ana Clara, Gica, Feyjão, Matheuzinho, Grupo Envolvência, DJ Sevenn, DJ Cereja, Guilherme e Benuto, MC Guimê, MC Ryan, MC Oruam, MC Poze, MC Orochi. Já os comediantes Renato Albani, Victor Sarro e Thiago Ventura cuidarão do entretenimento.


Com informações de O Globo.


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso grupo do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.


POLÍTICA