Buscar

MP, ONU e OEA entram no caso João Pedro; Médico preso acusado de estuprar crianças e mais


Depois de forte comoção e da péssima repercussão da morte estúpida [há quem afirme assassinato] de João Pedro Matos Pinto, 14 anos, na tarde desta segunda (18), numa casa na Praia da Luz, bairro de Itaoca, a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) promete rigor para esclarecer a morte do adolescente, informa A Tribuna, na manhã desta quarta, 20.


E complementando o que revelou o co-irmão niteroiense, O Fluminense noticia que os agentes envolvidos na operação prestam depoimento ainda hoje. Também será ouvido o piloto do helicóptero da Polícia Civil do malfadado voo da morte, feito em situação no mínimo nebulosa.


Ontem (19), o jovem foi sepultado no cemitério São Miguel, com cartazes e gritos de 'Justiça', registra o Plantão Enfoco. Dezenas de amigos e familiares de João Pedro e moradores do bairro chegaram a interditar a Rua Nilo Peçanha, em frente ao cemitério, em protesto.

Meu sobrinho era um jovem negro, mas não era bandido. Chamam de Complexo do Salgueiro, mas não é todo mundo que mora aqui que é bandido. Queremos Justiça - bradou, emocionada, revoltada, incrédula com tudo que aconteceu, a tia de João, Denise Rosa.

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Lesgislativa (Alerj) e o Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos da Defensoria Pública (Nudeh) pedirão investigação externa e independente do caso pelo Ministério Público Estadual. Deputados também denunciaram a morte de João Pedro à ONU e OEA (O São Gonçalo).


Já em Itaboraí, a Polícia fez bem o seu papel, ao prender um médico psiquiatra por abusar de crianças e jovens entre 11 e 23 anos (A Tribuna). O médico, de 47 anos, estava sendo investigado há 2 anos por suspeita de estupro e abuso sexual mediante fraude. Em Niterói, um homem foi encontrado morto na comunidade da Vila Ipiranga, no Fonseca, com vários tiros. A DHNSG ira investigar (Plantão Enfoco).


Ainda na Cidade Sorriso, o MPRJ apura condições para flexibilização do isolamento em Niterói (O Fluminense). O órgão ainda não está totalmente convencido da segurança no afrouxamento das medidas de isolamento propostas pelo município de Niterói, como a reabertura parcial do comércio e outras atividades na cidade.


Também de olho na flexibilização, comerciantes de São Gonçalo fizeram reunião com representantes da Prefeitura para o retorno parcial das atividades através do sistema “Drive Thru” (Jornal Daki). E com 15 mortes apenas nas últimas 24 horas, O São Gonçalo registra a primeira morte de criança por Covid-19 na cidade, de apenas 5 anos. Já são 105 mortes confirmadas e 36 em análise.


Em Maricá, o site LSM registra polêmica envolvendo mãe e filha youtubers nas redes sociais. Ativistas dos direitos da infância e adolescência acusam o canal "Bel para Meninas" de coação e constrangimento infantil.


Essas foram as notícias mais relevantes do leste fluminense até às 14:50 horas.


Boletim Covid-19, atualizado na noite de ontem (19).



MV1.2.jpg
MALUGA_2.jpg

© 2020 POR APOLOGIA BRASIL

  • w-facebook
  • Instagram
  • White Twitter Icon