top of page

Passagem de frente fria traz chuva e ventania para o Rio

Tempo instável provoca queda na temperatura, que pode ter mínima de 18ºC nesta terça e ressaca no mar


Foto: Reprodução/Centro de Operações Rio
Foto: Reprodução/Centro de Operações Rio

A passagem de uma frente fria sobre o oceano deixou o tempo instável no Rio e vai trazer chuva e ventania, a partir desta terça (8). Durante a madrugada, houve registro de ventos moderados a muito fortes em diversos pontos da cidade. Para hoje, a previsão é que fiquem moderados, entre 18,5 km/h a 51,9 km/h, com ocasionais rajadas fortes, entre 52 km/h a 76 km/h. Com o céu nublado a encoberto, o dia terá temperaturas em declínio, com máxima de 27ºC e mínima de 18ºC, e pode chover de forma fraca a moderada isolada.


Segundo o Centro de Operações Rio (COR), entre o fim da noite de segunda-feira (7) e a madrugada de hoje, houve registro de vento muito forte na estação Forte de Copacabana (82,1 km/h) e de vento forte na estação Marambaia (56,2 km/h, 65,2 km/h e 53,6 km/h); na Base Aérea de Santa Cruz (55,6 km/h e 57,4 km/h); na estação Guaratiba (52,6 km/h); no Aeroporto Santos Dumont (55,5 km/h e 57,4 km/h); e na estação Forte de Copacabana (68,4 km/h e 55,8 km/h).


Também houve ventos moderados na estação Vidigal (43,1 km/h); no Aeroporto do Galeão (51,8 km/h); e nas estações Forte de Copacabana (51,1 km/h e 45 km/h) e Jacarepaguá (51,1 km/h e 50,4 km/h). Por conta da ventania, foram registradas quedas de árvore, sendo duas na Zona Sul, no Elevado das Bandeiras, no Joá, sentido Barra da Tijuca, e na Avenida Bartolomeu Mitre, na altura do número 297, no Leblon, que já foram finalizadas. Na Zona Norte, equipes da prefeitura atuam na Rua Dezoito de Outubro, na altura do número 207, na Tijuca, e na Rua Ramiro Magalhães, na altura do número 153, no Engenho de Dentro.



O prefeito do Rio usou as redes sociais na manhã de hoje para alertar motoristas e pedestres sobre problemas com semáforos em pontos da cidade, por conta da falta de energia provocada pela ventania "Atenção! Ventos Fortes nessa madrugada! Alguns pontos da cidade estão com semáforos apagados e/ou intermitentes em virtude da falta de energia provocada pelos ventos fortes", escreveu Eduardo Paes.


Em caso de vento forte, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros recomendam que, em casa, os cariocas fechem o registro de gás, portas, janelas, persianas e cortinas, e não deixem objetos em locais altos, para que não caiam. Nos casos de falta de luz, é preciso ter cuidado com o uso de velas, para evitar incêndios. Já na rua, a população não deve se abrigar embaixo de árvores ou coberturas metálicas, evitar a prática de esportes ao ar livre, especialmente no mar, e ficar próximo a precipícios, encostas ou lugares altos sem proteção, além de não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.



Previsão do tempo


Segundo o Sistema Alerta Rio, na quarta (9), por conta do transporte de umidade vindo do oceano, há previsão de chuva fraca a moderada, isolada, até o final da manhã, que poderá passar de 5mm/h em pelo menos um ponto da cidade. Os ventos estarão moderados com ocasionais rajadas fortes e as temperaturas seguirão amenas, com máxima de 29ºC e mínima de 17ºC. O céu ficará nublado a encoberto.

Entre a quinta (10) e sábado (12), haverá redução da nebulosidade, com céu parcialmente nublado a claro e sem previsão de chuva. Os ventos estarão fracos a moderados e as temperaturas irão se elevar gradualmente, com máximas de 33ºC, 34ºC e 35ºC, e mínimas de 15ºC, 16ºc e 16ºC, respectivamente. Nos períodos da tarde de sexta-feira (11) e sábado, a umidade relativa do ar poderá apresentar valores próximos de 30%.


A Marinha do Brasil também emitiu um novo aviso de ressaca, tendo início às 21h de terça-feira e com duração até às 15h de quinta-feira. Há previsão de ondas de 2,5 a 3,0 metros de altura. Nesse período, deve ser evitado o banho, práticas de esportes e locais próximos do mar; não permenecer em mirantes na orla e trafegar de bicicleta, caso as ondas atinjam a ciclovia; além de seguir as recomendações do Corpo de Bombeiros e não resgatar vítimas de acidente, mas acionar a corporação pelo telefone 193.


*Com informações O Dia


Entre no nosso grupo de WhatsApp AQUI.

Entre no nosso canal do Telegram AQUI.

 

Ajude a fortalecer nosso jornalismo independente contribuindo com a campanha 'Sou Daki e Apoio' de financiamento coletivo do Jornal Daki. Clique AQUI e contribua.



POLÍTICA